Assembleia Geral da ONU: Matriz Renovável do Brasil em Pauta

por | 20 set, 2023 | Energia, Sustentabilidade

A questão das energias renováveis ​​está no centro das discussões globais sobre a mitigação das mudanças climáticas e o desenvolvimento sustentável. O Brasil, com sua vasta extensão territorial e recursos naturais abundantes, tem desempenhado um papel significativo na promoção de uma matriz energética mais limpa e sustentável. A presença da matriz renovável do Brasil como pauta na Assembleia Geral da ONU é um reflexo da importância crescente desse tema na agenda internacional.

O Brasil possui uma matriz energética diversificada, com destaque para a hidreletricidade, que historicamente tem sido a principal fonte de energia do país. No entanto, nas últimas décadas, o Brasil tem se destacado no desenvolvimento e na implementação de fontes de energia renovável, como a energia eólica e solar. Isso se deve em parte à abundância de recursos naturais projetados, como ventos fortes na costa nordeste e um alto nível de irradiação solar em grande parte do território brasileiro.

Destaque na Assembleia 

Na Assembleia Geral da ONU, líderes de todo o mundo se reúnem para discutir questões globais urgentes, incluindo as mudanças climáticas e a transição para fontes de energia mais limpas. O Brasil tem desempenhado um papel ativo nesse cenário, destacando seus esforços para desenvolver e implementar uma matriz energética mais sustentável. Alguns pontos-chave que levaram a matriz renovável do Brasil a pautar na Assembleia Geral da ONU incluem:

Compromisso com as metas de Paris: o Brasil ratificou o Acordo de Paris, comprometendo-se a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa e aumentar a participação de energias renováveis ​​em sua matriz energética.

Desenvolvimento de energias limpas: o governo brasileiro tem incentivado o desenvolvimento de tecnologias e investimentos em energias renováveis, atraindo a atenção de investidores internacionais.

Potencial de liderança regional: com sua vasta extensão territorial e recursos naturais, o Brasil pode servir de modelo para outros países da América Latina e além, incentivando a transição para energias limpas.

Proteção da Amazônia: a preservação da Floresta Amazônica está intrinsecamente ligada à luta contra as mudanças climáticas. O Brasil enfatiza seu compromisso com a proteção da Amazônia, o que pode ser crucial para a sustentabilidade global.

A contribuição das energias renováveis

Energia Eólica

A energia eólica tem ganhado destaque no Brasil, com investimentos significativos em parques eólicos ao longo do litoral e em áreas interioranas. O país possui um imenso potencial, que ainda está em grande parte inexplorado. O crescimento dessa fonte de energia renovável tem contribuído para a diversificação da matriz energética, diminuindo a dependência das hidrelétricas e tornando o sistema mais resiliente às variações climáticas.

Energia Solar

Outra fonte de energia renovável em ascensão no Brasil é a energia solar. O país possui uma das maiores irradiações solares do mundo, o que o coloca em posição vantajosa para a expansão dessa tecnologia. O programa “Crescer”, lançado pelo governo brasileiro, tem incentivado a geração de energia solar distribuída, o objetivo do projeto é que as instalações das placas solares sejam substituídas pela compra de energia solar de produtores, ou seja, de usinas fotovoltaicas.

Desafios e Oportunidades

Embora o Brasil tenha feito avanços significativos na promoção das energias renováveis, ainda existem desafios a serem superados. Um dos principais desafios é a integração eficiente das energias intermitentes, como a eólica e a solar, na matriz energética. Isso requer investimentos em armazenamento de energia e em uma rede elétrica mais inteligente e flexível.

Além disso, é importante abordar questões relacionadas à sustentabilidade e ao impacto ambiental das energias renováveis. A construção de grandes usinas hidrelétricas e parques eólicos deve ser cuidadosamente planejada para minimizar os impactos sobre os ecossistemas locais e as comunidades indígenas.

Protagonismo da matriz renovável

A presença da matriz renovável do Brasil como pauta na Assembleia Geral da ONU é um sinal de reconhecimento internacional dos esforços do país na transição para uma matriz energética mais limpa e na redução das emissões de gases de efeito estufa. Nos fóruns internacionais, o Brasil está comprometido em aumentar sua participação nas energias renováveis ​​e contribuir para os objetivos globais de combate às mudanças climáticas previstas no Acordo de Paris.

O país tem sido elogiado por seu compromisso em expandir as energias renováveis ​​e em preservar suas vastas áreas de floresta tropical, que desempenham um papel fundamental na captura de carbono e na regulação do clima global. A promoção das energias renováveis ​​no Brasil também tem o potencial de criar empregos, estimular a inovação tecnológica, contribuir para o desenvolvimento econômico, e diferente de diversas outras partes do mundo, a energia limpa no Brasil é mais barata, sendo mais um fator positivo para os consumidores. 

A matriz renovável do Brasil emergiu como um tópico relevante e inspirador na Assembleia Geral da ONU, demonstrando o compromisso do país em construir um futuro mais sustentável. A transição para energias limpas não beneficia apenas o Brasil, mas também contribui para o refreamento das mudanças climáticas e serve como exemplo para outras nações em busca de uma matriz energética mais verde. À medida que o Brasil continua sua jornada rumo a uma economia de baixo carbono, seu papel no cenário internacional se fortalece, influenciando positivamente a agenda global de sustentabilidade.