Como é a geração de energia limpa dentro e fora do Brasil

por | jul 23, 2021 | Energia

O universo da geração distribuída, do autoconsumo energético e da gestão de energia limpa por empresas independentes no Brasil, ainda são temas que causam desconfiança em muitas pessoas. 

O setor elétrico possui termos e processos complexos, porém, isso não significa que é necessário ter receio de tudo que envolva a área. 

A autonomia do consumidor, quando o assunto é energia, pode ser vista e entendida de diferentes formas ao redor do mundo. 

Algumas localidades já são mais adeptas ao sistema de geração energética independente de cooperativas tradicionais, ou seja, por meio de outras empresas e cooperativas. 

Países da Europa, por exemplo, possuem dados interessantes sobre a área, demonstrando o funcionamento e a eficiência dos processos.

Energia limpa na Europa

A Europa é vista como um modelo em diversas áreas, e analisar dados sobre energia renovável e geração distribuída de países do continente pode comprovar partes dessa teoria.  

A União Europeia (UE) possui alguns números de destaque no setor elétrico. De acordo com uma análise realizada pela Agora Energiewende e Sandbag, em 2019, a participação das energias renováveis na produção elétrica cresceu para 34,6 % em toda a UE, representando uma ajuda para a melhora da sustentabilidade do planeta. 

Sobre as cooperativas de energia, que também têm o objetivo de preservar o meio ambiente, auxiliando na geração de energia limpa, a Alemanha apresenta algumas estatísticas. 

O país possui 835 cooperativas de energias renováveis que, em 2019, evitaram a emissão de 3,39 milhões de toneladas de CO2, segundo uma pesquisa da Confederação Alemã das Cooperativas (DGRV).

Ainda de acordo com o estudo, veiculado no site Energia Cooperativa, “mais de 40% da capacidade instalada dos sistemas de geração de energia eólica, solar, bioenergia etc. pertencem às pessoas privadas e agricultores”, demonstrando que a Alemanha aposta em diferentes formas de produção energética.  

Voltando a falar sobre o autoconsumo e a autonomia dos consumidores, que pode ser uma alternativa para aqueles que buscam mais independência e um maior controle das finanças relacionadas à energia, existem países europeus que se preocupam com o estímulo de medidas como essas. 

De acordo com o capítulo sobre o Reino Unido no livro “Experiências Internacionais em Geração Distribuída: Motivações, Impactos e Ajustes”, o autoconsumo, relacionado à geração distribuída no Reino Unido, por exemplo, além de ser permitido, é também incentivado.

Um dos incentivos mencionados no livro foi o anúncio de novas mudanças no esquema de autoconsumo em outubro de 2015. As medidas impuseram a diminuição de até 87% das tarifas feed-in (tarifa de geração), em vigor a partir de janeiro de 2016.  

E no Brasil, como funciona?

Apesar de muitas pessoas ainda terem medo de investir na gestão e geração de energia limpa realizada por empresas e cooperativas independentes no Brasil, o país apresenta informações relevantes sobre o assunto. 

Segundo uma pesquisa realizada em  2020 pela Confederação Alemã de Cooperativas (DGRV), em parceria com o Instituto IDEAL, com cooperativas de geração distribuída (GD) compartilhada no Brasil, as iniciativas juntas tinham o total de 21 usinas com cerca de 18,3 megawatt (MW) em operação, produzindo créditos de energia para 9.074 unidades consumidoras dos seus cooperados e cooperadas. Colaboraram com a pesquisa 16 iniciativas oficialmente constituídas, distribuídas por 10 estados do país.

A pesquisa também observou que houve um aumento na quantidade de cooperativas constituídas de 2018 para 2019. O número de iniciativas foi de 7 para 12  de um ano para o outro.

Sobre o tipo de energia usado no país, de acordo com o Balanço Energético Nacional de  2021, publicado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), 48,4% da energia utilizada no Brasil é de origem renovável, enquanto 51,6% não é renovável. 

Empresas que incentivam o acesso à energia limpa no país

A NEX Energy é uma empresa que tem ajudado pequenas e médias empresas brasileiras a economizarem na conta de luz, usando energia limpa fornecida por seus geradores independentes. 

Oferecendo maior autonomia aos consumidores,  a NEX tem como objetivo incentivar o acesso mais barato e fácil de energia limpa e, ao mesmo tempo, ser uma nova alternativa para suprir as demandas energéticas das pequenas empresas.

Atualmente, a NEX tem parceria com mais de 50 usinas renováveis e vem ajudando mais de 600 empresas , em diversas regiões do país, a economizarem até 20% na conta de luz,  sem precisar de investimento ou alteração física.

Para saber mais informações sobre a geração de energia e economia da NEX, acesse o nosso site .

Share This