O que o desmatamento tem a ver com o aumento da sua conta de luz.

por | mar 19, 2021 | Energia, Sustentabilidade

Tempo de leitura: 3 minutos

O homem e o meio ambiente estão significativamente interligados. Cada ação que fazemos pode causar um impacto ambiental, sendo ele negativo ou positivo. Infelizmente, na maioria das vezes, tais impactos são negativos. É o caso do desmatamento da vegetação brasileira, problema antigo que há tempos persiste no país.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento da Floresta Amazônica teve um aumento de  9,5% entre agosto de 2019 e julho de 2020, em comparação ao mesmo período do ano interior. Ao todo, foram 11.088 km² de área devastada.

Mas afinal, o que esse desmatamento tem a ver com o aumento da sua conta de luz?

Relação da floresta com as chuvas

Você já parou para pensar de onde vem grande parte da água das chuvas que molham nosso país? 

Segundo estudos do pesquisador Antônio Donato Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), apresentados no relatório “O Futuro Climático da Amazônia”, as árvores da Floresta Amazônica são responsáveis por enviar aproximadamente 20 bilhões de toneladas de água por dia na atmosfera. Essa água é levada pelas correntes de ar para o sul do continente, e transformada em chuva.

Mas como isso é possível? Uma árvore de grande porte pode bombear do solo e transpirar, aproximadamente, mais de 1000 litros de água em um dia. Ou seja, a Amazônia por ser um local que possui centenas de bilhões de árvores, torna-se a principal fonte de vapor de água das chuvas no país.

De acordo com um estudo publicado na revista científica britânica Nature, cerca de 90% da água que chega na atmosfera dos continentes é derivada da transpiração das plantas, enquanto somente 10% vem da evaporação sem o envolvimento da vegetação como, por exemplo, os rios.  

Fatores que expõem o papel fundamental das florestas e, principalmente, da Floresta Amazônica, no ciclo da água tanto local quanto mundial. A transpiração das suas árvores interferem diretamente nas chuvas, ventos e clima .


Como o desmatamento influencia na crise hídrica brasileira?

Pela sua grande capacidade hídrica, o Brasil tem hoje como sua principal fonte de energia as usinas hidrelétricas, que chegam a representar cerca de 75% de toda a geração do país.  

Isso significa que a maior parte da energia gerada aqui depende diretamente de fatores climáticos como, por exemplo, o nível de chuvas em determinado mês. Já que sem água as usinas hidrelétricas não funcionam. E sem chuvas, não há água.

E onde o desmatamento entra nisso? Como explicado anteriormente, boa parte das chuvas no Brasil é derivada da transpiração das árvores da Floresta Amazônica. São elas as responsáveis por manter a umidade atmosférica.

Em um cenário no qual o desmatamento demonstra um significativo avanço,  os impactos vão além do aumento na temperatura e clima seco. Neste caso, a maior consequência seria, na verdade, sobre o regime de chuvas.

No ano passado, por exemplo, a região Sul e Sudeste do país sofreram com severas estiagens ocasionadas pela falta de chuva. O estado do Paraná chegou a decretar emergência hídrica e rodizio de fornecimento de água. E, apesar das regiões já sofrerem frequentemente com secas, as atuais mudanças climáticas tornaram a crise mais extrema.

As consequências na conta de luz


A falta de chuvas é sinônimo de baixa geração de energia em usinas hidrelétricas. Com os reservatórios abaixo do esperado, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) passa a acionar bandeiras tarifárias que sinalizam acréscimo na tarifa, como a bandeira amarela ou vermelha.

Ou seja, a conta de luz torna-se mais cara. Assim, é possível perceber como a falta de chuvas, ocasionada em sua maioria pelas mudanças climáticas, pode impactar diretamente no valor da conta de luz dos consumidores.

Caso você se interesse em saber mais sobre o assunto, separamos este documentário brasileiro bem interessante chamado ” A Lei da Água – O Novo Código Florestal” que debate a respeito dessa relação da crise hídrica com o desmatamento:


Gostou desse conteúdo e quer se manter ainda mais informado? Então confira agora mesmo nossas redes sociais.


Share This